O universo dos aviões, tecnologias, história e muito mais.

Caça chinês J-20 surge armado até os dentes durante show aéreo

 

13 de novembro - 2018 I O caça chinês participou do último dia de exibição da 12ª Exposição Internacional de Aviação e Aeroespacial da China, que decorreu de 6 a 11 de novembro na cidade de Zhuhai, no sul da China.

Durante a apresentação, o caça J-20 surpreendeu não apenas pela sua capacidade, mas também por estar armado até os dentes, atraindo a atenção de todos os que estavam no local acompanhando o evento. Essa teria sido a primeira vez que o caça voou com o compartimento de armas aberto, exibindo seu arsenal.

O compartimento de armas da aeronave estava carregado com quatro mísseis PL-15 de longo alcance da classe ar-ar. Seu alcance pode chegar de 300 a 400 quilômetros, além disso, ele é alimentado por um motor com foguete de duplo impulso, podendo alcançar a velocidade Mach 4, além de contar com o radar do tipo AESA (varredura eletrônica).

Além do PL-15, a aeronave estaria portando um par de mísseis PL-10 no compartimento externo de armas. O PL-10 é um míssil de curto alcance que chama atenção por se tratar de um míssil de quinta geração guiado por infravermelho, conforme artigo publicado pelo site The Drive. 

O PL-10 tem o alcance de aproximadamente 20 quilômetros e pode ser operado de forma integrada com o capacete HMD do piloto, permitindo atingir a aeronave inimiga em altos ângulos "off boresight", ou seja, fora do ângulo de visão da aeronave, fazendo com que o piloto apenas olhe para o alvo e o designe para o míssil através do visor integrado no capacete.

O PL-10 possui vetoração de empuxo, permitindo efetuar manobras de maneira agressiva contra o alvo, o que dificulta qualquer manobra evasiva que o alvo tente executar para escapar.

O caça chinês J-20, também conhecido como "dragão poderoso", é um dos mais avançados do mundo, tendo sido projetado para evitar a detecção por radar. A aeronave possui um teto de 20 quilômetros, velocidade máxima superior a 2.470 quilômetros por hora e um raio de alcance de aproximadamente 1.100 quilômetros, possui sistemas de aviônica e sensores altamente integrados com matriz de escaneamento de baixa observação, permitindo o rastreamento múltiplo de alvos em quaisquer condições meteorológicas.

Enfim, diante das demonstrações durante o evento Airshow China 2018, é possível notar que a aviação militar chinesa, assim como sua tecnologia militar, está evoluindo rapidamente mas sem real comprovação de sua eficácia.

Fonte: Sputnik