O universo dos aviões, tecnologias, história e muito mais.

A Embraer lança os jatos executivos Praetor 500 e Praetor 600 nas categorias médio e super médio

 

A Embraer intensificou a concorrência no mercado de médio porte altamente disputado, com o lançamento não de uma, mas de duas novas aeronaves, que espera “fascinar” seus clientes, estabelecer uma nova referência nesta categoria lotada e fortalecer seu portfólio de jatos executivos.
Os Praetor 500 e o Praetor 600 de tamanho médio foram revelados na cerimônia com o tema de Top Gun no aeroporto Orlando Executive na NBAA nos EUA, onde Michael Amalfitano, presidente e executivo-chefe da Embraer Executive Jets, descreveu a dupla como "aeronave disruptiva para o empreendedor, para o pioneiro, para o inovador ”.
Nomeado em homenagem a um comandante do exército na Roma Antiga, ele diz que a família Praetor “lidera o caminho na redefinição das características do que aeronaves midi size e super midi size entregam ao mercado”.
Os modelos são equipados com motores HTF7500E e na visão da Embraer, continua ele, os jatos “fascinarão nossos clientes e proporcionarão valor superior e a melhor experiência do setor”.
Os Praetors se encaixam na linha de oito produtos da empresa, entre o Legacy 500 e o Legacy 650E.
O desenvolvimento dos novos jatos começou há mais de um ano, com base em “ampla interação”, diz a Embraer, com clientes do Legacy 450 e do Legacy 500, dos quais são derivativos, compartilhando a mesma fuselagem e estrutura de asa. “Essas aeronaves foram desenvolvidas com base nas comprovadas plataformas Legacy 450 e 500 - introduzidas em 2015 e 2014, respectivamente - e para as quais já existem mais de 100 aeronaves em operação”, afirma a Embraer.
Embora o Praetor 600 e o Legacy 500 tenham a mesma capacidade de combustível de asa, o primeiro possui dois tanques de combustível adicionais - dianteiro e ventral. Os motores HTF7500E da aeronave também têm um adicional de 500 lb de empuxo.
Estas características, junto com os dispositivos winglets, dão ao Praetor 600 uma faixa líder do setor de 3.920nm (7.220km) - mais de 760nm comparado ao Legacy 500 e quase 300nm a mais que seu concorrente super midi size mais próximo, o Gulfstream G280.
O Praetor 500 tem células de combustível adicionais nas asas, ajudando a fornecer o maior alcance no setor de médio porte em 3.250 nm.
“Diferentes por projeto e disruptivas por opção, essas novas aeronaves oferecerão a melhor experiência para o cliente com uma combinação incomparável de desempenho, conforto e tecnologia”, diz Luciano Froes, vice-presidente sênior de marketing da Embraer.
Os Praetors são os únicos jatos executivos de médio e grande porte com tecnologia fly-by-wire completa e redução ativa de turbulência, com o último projetado para “oferecer aos clientes a melhor viagem possível”, diz a Embraer. O par tem uma altitude de cabine de 5.800 pés (1.770 m) “para o máximo conforto do passageiro”.

A cabine inclui um centro de refresco na entrada, um lavabo privativo traseiro com toalete a vácuo e uma área de armazenagem de alimentos na frente da cabine de passageiros. O espaço total de bagagem é o maior da categoria de médio porte. A tecnologia avançada também é abundante em toda a cabine, começando com o Upper Tech Panel, exclusivo da indústria, que exibe informações de voo e oferece recursos de gerenciamento de cabine também disponíveis em dispositivos pessoais por meio do Honeywell Ovation Select. O Gogo AVANCE L5 e a conectividade de alta capacidade e de alta velocidade para todos a bordo estão disponíveis por meio de banda Ka da Viasat, com velocidades de até 16Mbps e IPTV, outro recurso exclusivo entre os jatos executivos de médio porte. Um sistema opcional de entretenimento a bordo consiste em um sistema de vídeo de alta definição, surround sound e várias opções de entrada de áudio e vídeo. O Praetor 500 apresenta o avançado painel de aviônicos Pro Line Fusion da Rockwell Collins com quatro monitores LCD de alta resolução de 15,1 polegadas e capacidade de operação sem papel, com planejamento de voo gráfico e o exclusivo recurso de exibição vertical de meteorologia, alerta situacional similar ao de controle de tráfego aéreo com ADSB-IN e a capacidade preditiva do radar de identificação antecipada de cisalhamento de vento, além de gráficos e mapas Jeppesen. As cabines de comando do Praetor também oferecem opções que incluem o E2VS (do inglês Embraer Enhanced Vision System) com HUD (do inglês, Head-up Display) e EVS (do inglês, Enhanced Vision System), Sistema de Referência Inercial (do inglês, Inertial Reference System) e Sistema de Orientação de Visão Sintética (do inglês, Synthetic Vision Guidance System).

Fonte: Da Redação/Embraer